domingo, 29 de outubro de 2017

Folha santa e seus benefícios

A folha santa, (Bryophyllum pinnatum) é uma planta medicinal da família das Crassulaceae (plantas suculentas).
É também popularmente conhecida como folha da fortuna, folha da costa, erva da costa, folha grossa, folha da vida, coirama, coirama branca, coirama brava, roda da fortuna, saião, saião roxo, amor verde, paratudo, planta do amor, sempre viva, e por vários outros nomes. A folha santa é originária da África, é uma planta sublenhosa, perene, carnosa, que cresce até 1,5 metros, suas flores são hermafroditas, penduladas, de cor verde-pálidas ou amarelo avermelhadas. A parte utilizada da planta são as folhas frescas. Há séculos, a folha santa é utilizada como medicamento pelos povos indígenas e ribeirinhos.

Foto divulgação

Propriedades medicinais

A folha santa possui propriedades emoliente, cicatrizante e anti inflamatória. A planta é rica em alcaloides, triterpenos, glicosídeos, flavonoides, esteroides e lipídios.

O uso da folha santa varia de acordo com o país onde é cultivada e com os povos que a utilizam. Por exemplo, no Equador, os habitantes locais usam a infusão das folhas da folha santa no tratamento de ossos quebrados e hematomas internos; no Peru, indígenas misturam a folha com aguardente e utilizam a mistura para o tratamento de dores de cabeça; em algumas tribos da Amazônia, o suco das folhas frescas da planta é misturado ao leite da mãe, sendo utilizado para curar dores de ouvido, além da infusão da planta ser geralmente usada para infecções respiratórias, tosse e febre; em tribos africanas, o suco da folha misturado ao óleo de coco ou de andiroba é considerado uma loção eficaz para aliviar enxaquecas.

O uso tradicional da folha santa no tratamento de doenças infecciosas é sustentado por pesquisas que indicam que as folhas da planta possuem atividades antibacteriana, antiviral e antifúngica.

A folha desta planta é bastante suculenta e deve ser amassada para obter-se o suco, que é colocado diretamente em cortes, arranhões, queimaduras e outros ferimentos na pele.

Indicações:

A folha santa é utilizada em casos de coqueluche e demais afecções do aparelho respiratório; tratamento de furúnculos e queimaduras; tratamento de úlceras e gastrites; inflamações; feridas; dores de cabeça, estômago, dente, ouvido; infecções bacterianas.

Como utilizar:

Cataplasma – Aqueça a folha e coloque sobre o local afetado, no caso de furúnculos. Em caso de queimaduras ou outros ferimentos, faça uma pasta com a folha e coloque sobre a região machucada.

Suco – Bata no liquidificador uma folha com uma xícara (chá) de água, coe e tome duas vezes ao dia, entre as refeições.

Contraindicações:

A planta não deve ser utilizada durante longos períodos de tempo ou por pessoas com deficiência no sistema imunitário.