quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Esse chá faz verdadeiro milagre à saúde

A melhor maneira de aproveitar todas as propriedades do orégano é preparar uma xícara quente de chá orégano curativo.

Chá de orégano
Ingredientes necessários:
300 ml de água
1 colher de sopa de orégano seco ou 3 colheres de sopa. orégano fresco

Modo de fazer:
Coloque a água em uma panela e deixe ferver. Adicione o orégano e deixe-o em infusão por cerca de 10 minutos. Coe o chá e adoce com açúcar ou mel e tome.

Benefícios do chá de orégano:
- Elimina gases e flatulência
- Alivia espasmos intestinais
- Facilita problemas digestivos
- Tem um efeito antioxidante
- Melhora sua memória
- Fortalece seus ossos
- Tem um efeito antienvelhecimento
- Tem propriedades anti inflamatórias
- Ajuda a desintoxicação do seu corpo

Beba o chá 3 vezes por semana para qualquer um dos problemas de saúde mencionados acima, 1 ou 2 xícaras por dia para obter melhores resultados.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Quem não deve usar gengibre

A cada dia O Gengibre fica mais popular entre as pessoas que desejam emagrecer, por ser um termogênico natural que acelera o metabolismo e, com isso, a queima de gordura. A raiz também contém propriedades anti inflamatórias que ajudam a eliminar a celulite, além de proporcionar outros benefícios à nossa saúde, como o aumento da imunidade e a prevenção de doenças.

Embora seja um produto natural que proporciona muitos benefícios ao organismo humano, o gengibre não pode ser consumido por todas as pessoas.

Para algumas pessoas, o gengibre pode não ser muito bom. Por isto, antes de incluí-lo em seu cardápio, é importante verificar se você realmente pode consumir a raiz sem nenhum risco. Confira a seguir quais são as pessoas que não deveriam consumir gengibre:
Quem não deve consumir Gengibre

Gestantes
O gengibre é contraindicado para as mulheres grávidas, principalmente nos três primeiros meses de desenvolvimento do feto, pois a raiz contém estimulantes poderosos que podem provocar contrações prematuras e até um aborto espontâneo.

Portanto, recomenda-se que as gestantes evitem o gengibre durante todo o período de gravidez.

Hipertensos
Os indivíduos que sofrem de pressão alta não devem consumir gengibre, pois a raiz acelera o metabolismo e aumenta a vasodilatação, o que descontrolar a pressão arterial.

A contraindicação estende-se inclusive às pessoas que tomam medicação e têm o problema sob controle.

Hemofílicos
O gengibre contém propriedades que estimulam a boa circulação sanguínea, o que é geralmente é bom para as pessoas, exceto para quem sofre de hemofilia.

Alguns estudos apontam que o consumo da raiz pode alterar a coagulação e predispor sangramentos, o que é ruim para os hemofílicos. Por este motivo, quem sofre com a condição, caracterizada pela dificuldade de coagulação do sangue, deve cortar o gengibre do cardápio.

Pessoas que desejam engordar
Por auxiliar na redução do apetite e promover a queima de gordura, o gengibre é um excelente aliado para os indivíduos que desejam emagrecer. No entanto, estes benefícios tornam-se malefícios quando a pessoa precisa ou deseja ganhar peso.
Assim sendo, o gengibre deve ser evitado por quem quer engordar.

Pessoas que tomam medicamentos
Se você está tomando remédios para tratar a diabetes ou hipertensão, você também deve evitar o gengibre, pois a raiz vai interagir com o medicamento e causar efeitos adversos.

Os fitoterápicos à base de gengibre podem interagir com os bloqueadores de canal de cálcio (tratamento da hipertensão), os hipoglicemiantes orais (diabetes) e alguns anticoagulantes (utilizados em trombose ou em casos de cirurgias).

ATENÇÃO:
Esta é uma matéria de caráter informativo, portanto, antes de iniciar qualquer tratamento, procure orientação médica.

Castanha do Pará

Você só precisa comer uma castanha do Pará por dia.
Parece pouco não é? Mas apenas uma unidade dessa oleaginosa concentra nada menos do que 200 a 400 microgramas de selênio. Para ter ideia de quão rica é a castanha nesse sentido, saiba que um adulto precisa de pelo menos 55 microgramas diários do mineral.
Portanto, o alimento fornece de quatros a sete vezes mais selênio do que o recomendado. Mas por que esse nutriente é tão cultuado pelos especialistas em nutrição? Bem, trata-se de uma substância extremamente promissora na prevenção de várias doenças, entre elas o Alzheimer, que apaga a memória e outras funções cognitivas.

A presença de selênio é essencial para a formação de uma enzima batizada de glutationa peroxidase. Não precisa se arrepiar com o palavrão. Essa enzima é uma das mais poderosas na hora de neutralizar os radicais livres, aquelas moléculas que, se abundam no corpo, causam todo o tipo de encrenca no corpo – inclusive a morte de neurônios e a rede formada por eles.

Um estudo brasileiro observou que pessoas com comprometimento cognitivo tinham uma deficiência muito maior de selênio. Mais uma castanha por dia se mostrou suficiente para dar um gás na função cognitiva de voluntários idosos.
Além do cérebro, a tireoide funciona melhor quando o selênio está em cena. Tudo porque o mineral contribui para a produção correta dos seus célebres hormônios, o T3 e o T4. Devido à forte ação antioxidante, não é de espantar que o nutriente ainda seja associado à prevenção de doenças cardíacas. E a proteção do peito não tem a ver só com selênio. A castanha acumula gordura insaturada, versão que contribui para a queda dos níveis de colesterol ruim no sangue.

Por causa do conteúdo gorduroso, é recomendado comê-la antes de uma das principais refeições. Isso porque esse nutriente costuma demorar mais tempo para ser digerido pelo corpo. Trocando em miúdos: Prolonga a sensação de saciedade. Então, ao ficar diante de pratos e travessas, a tendência é pegar mais leve.

Com tantos pontos fortes, dá até vontade de se entupir dessa oleaginosa. Mas segure a onda. A riqueza em selênio é bacana, só que abusar do mineral acarreta prejuízos. Os mais comuns são mau hálito, unhas fracas e quebradiças, alterações na pele e queda de cabelo.
O valor considerado excessivo, segundo os experts, é de 800 microgramas – nada impossível de atingir. Claro: ninguém precisa se martirizar se abusar uma vez ou outra. O perigo é fazer isso sempre. Sem falar no risco de se entupir de gordura… Por mais positiva que ela seja, carrega muitas calorias – recado que, diga-se, se estende a outras oleaginosas. Aí a cintura paga o pato.

OUTRAS OLEAGINOSAS QUE VALEM A PENA

Nozes
O fruto da nogueira tem sido muito estudado. Oferece bastante magnésio, mineral essencial para combater a fadiga e proteger os ossos e, entre a família das nuts, é uma das opções mais ricas em gordura poli-insaturada. Como é calórica, nada de abusar.

Castanha-de-caju
É uma das campeãs em gorduras monoinsaturadas – em três unidades, são cerca de 2 gramas. Ela ainda esbanja fósforo, nutriente importante para diminuir o risco de osteoporose, e potássio, que ajuda a espantar a hipertensão.

Amêndoa
Estudos indicam que, devido à associação de gorduras monoinsaturadas e fibras, o fruto da amendoeira ajuda a controlar os picos de glicose e contribui para o emagrecimento. A vitamina E, um tremendo antioxidante, também dá as caras nesse alimento.

Pistache
Depois da amêndoa, é a oleaginosa com menos gordura saturada, problemática para o peito. Ele carrega cálcio, o mineral dos ossos fortes, e tem um teor legal de vitamina B6, nutriente que ajuda na formação de serotonina, por trás da sensação de bem-estar.

Amendoim
Também é aliado da boa forma, por causa das gorduras e fibras. Quando ele entra na rotina, a tendência é ver o colesterol ruim, o LDL, cair, o que reduz a probabilidade de doenças cardíacas. Só fuja das versões salgadas ou coloridas, cheias de sódio.

Avelã
Possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Tem ácido fólico, substância capaz de baixar os níveis de homocisteína, associada a perrengues cardíacos. Mas pegue leve nas versões torradas e abastecidas de açúcar ou que servem de cobertura para doces.

Dica de armazenamento:
Elas devem ser guardadas em um pote fechado e na geladeira.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Ela tem poder antioxidante e ajuda a viver mais

Blueberry ou Mirtilo
Ela é nativa da América do Norte e da Europa, e é conhecida no Brasil como mirtilo, tem cor arroxeada e sabor cítrico. Sua fama se espalhou pelo mundo devido aos inúmeros benefícios que oferece, tendo como destaque o combate aos radicais livres que causam o envelhecimento precoce, por isso é chamada de "fruta da longevidade". Pode ser consumida ao natural ou em forma de suco, pode ser incorporada também na salada verde dando um toque adocicado e bem agradável. 

A nutricionista Anete Mecenas, que é Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFRJ, ressalta que o blueberry é um aliado poderoso para quem busca o peso ideal. "Recomenda-se que a fruta seja consumida uma hora antes de um treino aeróbico. Ela vai ajudar o organismo a queimar melhor as gorduras. Cada 100g contém apenas 56 calorias. Aconselha-se consumir entre 30 a 50 gramas por dia", ressalta a nutricionista, especialista em alimentos funcionais, nutrição esportiva e nutrigenômica.
Eu vou te mostrar agora, 7 bons motivos para você incluir esta frutinha à sua alimentação.
1- Ela tem poder antioxidante
O mirtilo é uma das frutas com maior quantidade de antioxidantes, principalmente pelo alto nível de antocianinas, que é um pigmento de origem vegetal. Esses agentes ajudam a manter o sistema imunológico forte, auxiliando também no combate contra algumas doenças crônicas, cardiovasculares e até degenerativas.

2- Longevidade
Com apelido de "fruta da longevidade" o blueberry preserva o sistema imunológico, deixando-o mais saudável, fazendo com que o organismo consiga combater com mais eficácia doenças e infecções.
3- Contra o envelhecimento precoce
Devido à grande quantidade de antioxidantes presentes, essa fruta tem grande capacidade de combater os radicais livres, causados pelo estresse, cigarro, poluição etc. Essas moléculas, quando aparecem em excesso no nosso corpo, geram a oxidação celular, que por sua vez resultam no envelhecimento precoce.

4- Preserva a memória
O blueberry ajuda contra os efeitos da degradação do cérebro. Com isso, preserva não apenas a memória como também evita o desenvolvimento de doenças relacionadas ao sistema nervoso central, como o mal de Alzheimer.

5- Auxilia no índice glicêmico
Para quem tem diabetes, o mirtilo é uma ótima opção. Seu baixo nível de açúcar ajuda na regulação da glicemia no sangue. Lembrando que ele possui frutose, uma espécie de "adoçante natural" das frutas, que ajuda a fornecer energia para o corpo.

6- Diminui riscos de problemas cardiovasculares
Ajuda no fluxo sanguíneo e também reduz as chances de ataques cardíacos em mulheres.
7- Diminui o colesterol
A presença de fibras solúveis presentes no mirtilo ajudam a reduzir o nível do mau colesterol.

Fonte: Blueberries Por Jorge B. Retamales,Hancock and Retamales, James F. Hancock, Editora Cabi, 2012.

domingo, 12 de agosto de 2018

Castanha de caju e seus benefícios

O cajueiro é uma planta nativa do Brasil, onde seu fruto é considerado uma iguaria. O que chamamos de castanha de caju é na verdade a fruta da árvore. Os  benefícios da castanha do caju são muitos, pois ela é uma excelente fonte de Ferro, Fósforo, Selênio, Magnésio e Zinco. Elas também são boas fontes de fitoquímicos, antioxidantes e proteínas.
1- Ajuda contra o câncer
A castanha possui flavonoides de super poderes. Eles são chamados de Proantocianidinas, e agem contra a ação de células que contribuem com a formação de tumores. Esses flavonoides contam com o reforço os benefícios do Cobre, contido na castanha, que auxilia na função anticancerígena.

2- Positiva para o sistema cardiovascular
Entre os benefícios da castanha de caju, podemos destacar o baixo teor de gorduras, o que pode ser conveniente para pessoas que lidam com dúvidas e faltas de opções para lanches em suas dietas. E comparada a outros frutos secos, a castanha de caju se mostra superior, e a ação positiva sobre o coração e sistema cardiovascular é justificado pela porção de ácido oleico contido no alimento, junto aos antioxidantes e ausência de colesterol.

Pesquisas identificação a ação de antioxidante poderoso oferecida pela composição da castanha de caju, e que aquelas pessoas que consumiam regularmente castanha de caju, tinham o risco de morte por doença cardíaca e cardiovascular reduzido. Esse benefício pode ser obtido a partir do consumo de 1 a 4 vezes por semana.
3- Controle de pressão arterial
Lidar com a pressão arterial é um problema para muitas pessoas, e os benefícios da castanha de caju também podem favorecer o equilíbrio saudável. O Magnésio presente no fruto pode ajudar a manter a pressão sob controle, evitando que ela se eleve, prejudicando a saúde.

4- Cabelos fortes
O Cobre, importante na ação anticancerígena, também é funcional para a saúde os cabelos. Ele contribui com a manutenção de pigmentação dos fios. O mineral é importante para a produção de melanina, o que retarda o surgimento dos fios branco, além de proteger os cabelos. O mineral ainda pode beneficiar a flexibilidade dos vasos sanguíneos e articulações.

5- Ossos fortes
Comer castanha de caju também pode ajudar na saúde dos ossos e dentes. O fruto é rico em Magnésio e Cálcio, minerais fundamentais para a saúde de toda estrutura óssea corporal.

6- Bile saudável
O fruto pode ser funcional para retardar o surgimento de cálculos biliares. Pesquisas afirmam que se reduz o desenvolvimento em até 25%.

7- Emagrecimento
Se você está no grupo de pessoas preocupadas com a boa forma, saiba que a castanha e caju pode ser uma excelente opção para as suas refeições intermediárias. As castanhas e caju podem contribuir como fonte de gorduras boas, além de só possuírem colesterol bom, isentando-o do colesterol que é prejudicial à saúde. Pesquisas realizadas afirmam que o consumo regular de castanha de caju auxiliou diversas pessoas a ganharem menos peso, se comparadas àquelas que, durante o processo de análise, não consumiram o fruto.

8- Ajuda o sistema digestório
Uma boa digestão é fundamental para aqueles que atentam para cuidados com a boa forma, por isso, o consumo de castanha de caju pode auxiliá-los a garantir que as refeições sejam digeridas de forma correta e em períodos regulares, evitando desconfortos pela má eliminação de toxinas, e também retenção e líquidos.

9- Ajuda contra Menopausa e TPM
Afirma-se que seguir dieta pode mexer, e muito, com os ânimos das mulheres, principalmente durante os dias de TPM. A castanha de caju também pode reduzir os impactos causados pela mudança de humor, por isso, o fruto é apontado como apoio para o relaxamento, indutor ao bom humor, garantindo assim sono de melhor qualidade.

10- Ajuda o sistema imunológico
Para o fortalecimento o sistema imunológico, a suplementação de Ferro é uma das principais iniciativas. A castanha de caju possui porção significativa e Ferro, a qual é utilizada no processo de eliminação dos radicais livres que são apontados como prejudiciais à saúde e bem estar. O mineral é importante para a ação preventiva contra anemias e estados que podem comprometer a sua saúde e energia para a realização das atividades cotidianas.
A Castanha de caju contêm menos gordura do que a maioria das outras nozes populares, incluindo amendoim e amêndoas. Eles são ricas em energia e em fibra alimentar, tornando-se um lanche muito valioso para a gestão de ganho de peso.