domingo, 27 de maio de 2018

Unha encravada. Como evitar

Quem nunca sofreu com unha encravada? Mas você sabe porque isso acontece?
Hoje eu trouxe algumas dicas para você evitar que isso aconteça.

A unha pode encravar por diferentes razões, porém, a principal causa é o corte errado das unhas que acaba facilitando o crescimento anormal da unha e seu desenvolvimento debaixo da pele, causando dor intensa.

Outras causas:
- Sofrer pancadas no pé: alguns acidentes, como bater com o dedão no pé da mesa, podem provocar deformação da unha que começa a crescer para dentro da pele;

- Utilizar sapatos pequenos ou apertados: este tipo de calçado aperta muito os dedos facilitando a entrada da unha para debaixo da pele;

- Ter dedos pequenos: em algumas pessoas a unha pode crescer em excesso para o tamanho do dedo, provocando o desenvolvimento da unha para debaixo da pele.

Além disso, a unha encravada também é mais comum em pessoas com malformações das unhas ou dos pés. Nesses casos, é recomendado ter cuidados extra, especialmente na hora de cortar as unhas, para evitar esse problema.

Como cortar as unhas corretamente:
Uma vez que o corte das unhas é a principal causa de unhas encravadas é muito importante saber como cortar corretamente. Para isso, as unhas devem ser cortadas em linha reta, evitando cortar o cantos, pois o cantos ajudam a guiar o crescimento da unha, evitando que se desenvolvam para debaixo da pele.

Além disso, não se deve cortar a unha muito curta porque isso aumenta o risco de ela dobrar e penetrar a pele na parte da frente do dedo.

Dicas para evitar que a unha encrave:

- Não corte as unhas muito curtas.

- Use sapatos confortáveis.

- Verifique seus pés todos os dias.

- Ande descalço.

Tratamento caseiro para unha encravada
Para tratar a unha levemente encravada e inflamada em casa, é recomendado:

Deixar o pé ou a mão que tem a unha encravada de molho em uma bacia com água morna ou quente, por cerca de 20 minutos;

Tentar levantar o canto da unha que está encravada com uma pinça e colocar um fio dental, pedacinho de algodão ou gaze entre a unha e a pele para mantê-la elevada, após deixar o dedo em água quente durante 20 minutos. Esse procedimento é ideal para quando a unha está suavemente encravada mas ainda não está inflamada;

Passar alguma solução antisséptica e cicatrizante como o Povidine, por exemplo, para ajudar na cicatrização e evitar que a região infeccione.